Home Eventos Os 50 melhores vinhos italianos: a lista completa do ranking Biwa 2019

Os 50 melhores vinhos italianos: a lista completa do ranking Biwa 2019

0 comment

É o ano dos brancos. Entre os 50 melhores vinhos italianos, escolhidos pelo júri internacional do Biwa (Best Italian Wine Awards), dezesseis passam por Brunello, Barolo e Supertuscan. Como em 2018, o melhor do ano é o Sassicaia, concebido por Mario Incisa della Rocchetta, o criador de cavalos piemonteses que trouxe o espírito dos grandes vinhos da França à sombra dos ciprestes de fileira dupla de Bolgheri.

A safra de 2016 foi considerada no auge de 2015, que a revista americana Wine Spectator proclamou o melhor vinho do mundo. Outra medalha para Nicolò, herdeiro de Mario, e sua filha, princesa Priscilla (enólogo do ano do guia publicado pelo Corriere della Sera). Atrás de Sassicaia, um Barolo, o Monvigliero 2015 de Burlotto. Frente a frente, um dos magníficos vinhos engarrafados da Toscana e Piemonte, que se espalha por todo o ranking: um desafio vencido pelos tuscanos com quinze rótulos, enquanto dez são do Piemonte, quase todos da região Langhe.

A surpresa começa no terceiro lugar com a vinícola Tramin e seu Terminum, um Gewürztraminer, o melhor branco doce da Itália, segundo Luca Gardini, o sommelier já campeão mundial que concebeu o Biwa junto com o crítico Andrea Grignaffini (no júri há os italianos Pier Bergonzi, Andrea Gori, Antonio Paolini, Eros Teboni, o austríaco Othmar Kiem, o inglês Tim Atkin, o americano Christy Canterbury, a espanhola Amalya Cervera, o japonês Kenichi Ohashi, o chinês Ken Yang).

Tramin é uma adega social de trezentos agricultores. O Sul do Tirol é a quarta região com mais prêmios (quatro), logo após a Sicília (cinco). Tanto o Appius da Cantina San Michele (em décimo terceiro lugar), o Terlaner da Cantina Terlano (em décimo quarto), como a Reserva da Condessa de Manicor (vigésimo quarto) chegam das Dolomitas. “Mostra o quanto esta província cresceu – comentou Luca Gardini -. Como o vizinho Trentino, que confirma a excelência do método clássico com a reserva do fundador da Ferrari da família Lunelli “.

Como está mudando o gosto de quem consome vinho? “O número de pessoas que buscam bebida, fresca e frutada está crescendo, então os brancos estão avançando”, diz Gardini. Juntamente com os brancos do sul do Tirol, surgem os do norte, como o Karstic Vitovska de Zidarich; del Centro, veja o extraordinário Trebbiano de Abruzzese Valentini e o final, mas não tardio, da Marchigiana Santa Barbara (Stefano Antonucci foi o enólogo do ano de nosso guia); e do sul, por exemplo, o Fiorduva dalla Costiera, com as vinhas de Marisa Cuomo com vista para o mar, em Furore.

Entre os tintos, o melhor resultado já obtido é Galatrona, o harmonioso Merlot do enólogo e historiador de arte Luca Sanjust. Depois, um vinho que se entrelaça com um dos livros do ano, o romance histórico “Os Leões da Sicília”, de Stefania Auci, que narra a saga de Florio, evocada na Biwa com a Donna Franca Marsala.

Aqui está o ranking completo:

1. Tenuta San Guido – Sassicaia 2016 – TOSCANA

2. Burlotto – Barolo Monvigliero 2015 – PIEDMONT

3. Vinícola Tramin – Terminum 2016 – ALTO ADIGE

4. Petrolo – Galatrona 2017 – TOSCANA

5. Lusignani Alberto – Vin Santo di Vigoleno 2009 – EMILIA ROMAGNA

6. Florio – Donna Franca – SICÍLIA

7. Casanova di Neri – Cerretalto 2013 – TOSCANA

8. Poliziano – Le Caggiole 2016 – TOSCANA 9. Grattamacco Collemassari – Grattamacco 2016 – TOSCANA

10. Broglia-Vecchia Vintage 2010 – PIEDMONT

11. Ca ‘del Bosco – Annamaria Clementi 2009 – LOMBARDY

12. Fratelli Alessandria – Barolo Monvigliero 2015 – PIEMONTE

13. Vinícola S. Michele Appiano – Appius 2014 – ALTO-ADIGE

14. Cantina Terlano – Terlaner I G. Cuvée 2016 – ALTO-ADIGE

15. Marco De Bartoli – Vecchio Samperi Perpetuo – SICÍLIA

16. Giuseppe Quintarelli – Classic Amarone 2011 – VENETO

17. Donnafugata – Ben Ryé 2016 – SICÍLIA 18. Ferrari – Giulio Rosé Riserva 2007 – TRENTINO

19. Uberti – Dequinque Cuvée – LOMBARDIA

20. Torre San Martino – 1922 2016 – EMILIA ROMAGNA

21. Tornatore – Trimarchisa 2016 – SICÍLIA 22. Roagna – Barbaresco Asili 2013 – PIEMONTE

23. Elvio Cogno – Barolo Ravera 2015 – PIEDMONT

24. Manincor – Réserve della Contessa 2018 – ALTO ADIGE

25. Azelia di Scavino – Barolo Margheria 2015 – PIEDMONT

26. AR.PE.PE. – Rocce Rosse 2009 – LOMBARDIA

27. Dario Coos – Picolit 2016 – FRIULI VENEZIA GIULIA

28. Cantine Dei – Madonna delle Querce 2015 – TOSCANA

29. Valentini – Trebbiano d’Abruzzo 2015 – ABRUZZO

30. Monte Rossa – Fuoriserie N.021 – LOMBARDIA

31. Il Cellese – Sor Bruno 2014 – TOSCANA 32. Cusumano – Alta Mora 2018 – SICÍLIA 33. Sette Ponti – Vinhedo do Império 1935 2016 – TOSCANA

34. Il Marroneto – Madonna delle Grazie 2013 – TOSCANA

35. Roccapesta – Calestaia 2015 – TOSCANA 36. Frescobaldi – Mormoreto 2016 – TOSCANA

37. Le Potazzine – Brunello di Montalcino 2015 – TOSCANA

38. Olímpia 1898 Mulher – Millepassi 2016 – TOSCANA

39. Marisa Cuomo – Fiorduva 2017 – CAMPÂNIA

40. Santa Barbara – final, mas não final de 2017 – MARCHE

41. Giovanni Rosso – Barolo Vigna Rionda 2015 – PIEDMONT

42. Isole e Olena – Cepparello 2016 – TOSCANA

43. Zidarich – Vitovska 2017 – FRULI VENEZIA GIULIA

44. Ca ‘del Baio – Barbaresco Asili 2016 – PIEMONTE

45. Conde Emo Capodilista – Donna Daria 2016 – VENETO

46. ​​Barale Fratelli- Barolo Bussia 2015 – PIEDMONT

47. Podere Il Carnasciale – The Caberlot 2016 – TOSCANA

48. Elena Fucci – título de 2017 – BASILICATA

49. Cavallotto – Barolo Riserva Vignolo 2013 – PIEDMONT

50. Andrea Felici – Il Cantico della Figura 2016 – MARCHE

You may also like

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais

Privacy & Cookies Policy